DESENHO OU RABISCOS: uma maneira de aprender mais sobre o desenvolvimento infantil

Nilda Jaqueline Rodrigues de Oliveira[1]

Gilvone Furtado Miguel[2]

Resumo

Este artigo tem como objetivo geral discutir a importância do reconhecimento e incentivo aos desenhos infantis como indispensável recurso nas diferentes áreas de desenvolvimento da criança. Embasou-se essa pesquisa em teóricos como: Greig (2004), Lowenfeld (2007), Luquet (2010), Pillar (2006), e outros na realização de um estudo bibliográfico, descritivo e com método qualitativo. A pesquisa proporcionou conhecimentos sobre cada fase de desenvolvimento das crianças em relação aos seus primeiros rabiscos que, paulatinamente, vão se transformando em desenhos e ganhando significados. O estudo apontou que o desenho é uma atividade motora espontânea, que contribui para a formação da personalidade, pois quando uma criança domina o movimento e controla o desenho, desenvolve seu psicológico, sua parte motora, a intelectual e a afetividade, assim como sua imaginação. O desenho constitui um processo através do qual a criança reúne diversos elementos de sua experiência para formar um conjunto com um novo significado de aprendizagem.

Palavras-chave

Desenho. Rabiscos. Criança. Desenvolvimento. Aprendizagem.

Abstract

This article has as a general objective the importance of recognizing and encouraging children’s drawings in the different areas of child development. It was based on theories such as Greig (2004), Lowenfeld (2007), Luquet (2010), Pillar (2006), and others, who through a bibliographic, descriptive and qualitative study provided knowledge about each phase developed by children in relation to its first scribbles, which gradually becomes drawings and gaining meanings. The study pointed out that drawing is a spontaneous motor activity, which contributes to the formation of personality when a child dominates the movement and controls the drawing develops its psychological, motor, intellectual and affectivity, as well as its imagination, so they play vital role in the training of children. Drawing is a process through which the child gathers various elements of his experience to form a whole with a new meaning.

Keywords

Drawing. Scribbles. Kid. Development. Learning.

Texto completo


[1] Licenciatura Plena em Pedagogia, Pós-Graduada em Psicopedagogia, Mestranda em Educação- Unades (Paraguai).

[2] Doutora em Letras e Linguística/UFG (2007).

“AS MENINAS” DE LYGIA FAGUNDES TELLES: A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER E A REPRESENTAÇÃO FEMININA NA SOCIEDADE

Verônica Abud Paranhos Moraes Sena[1]

Larissa Aparecida dos Santos Claro[2]

Resumo

Este artigo é resultado do estudo interdisciplinar entre Direito e Literatura, a partir da análise da violência de gênero enfrentada pelas personagens Lorena, Lia e Ana Clara, no premiado livro “As meninas”, de Lygia Fagundes Telles. O estudo teve seguimento com um apanhado histórico da violência contra a mulher no Brasil, desde a era colonial passando, especificamente, pelo período da Ditadura Militar, haja vista que o livro foi escrito nesse contexto. Fez-se uma análise da legislação atual acerca da violência de gênero, com enfoque na Lei Maria da Penha, traçando um paralelo entre cada tipo de violência sofrida pelas personagens em consonância com a Lei, caracterizando como método de procedimento, o comparativo. A pesquisa qualitativa e o método indutivo se mostraram efetivos, pois o estudo partiu de um estudo individualizado das personagens da obra em estudo para a legislação pátria (Constituição Federal e Lei Maria da Penha). Adotou-se a metodologia técnica da pesquisa bibliográfica, cujos autores principais foram Telles (1973), Brasil (1988), Brasil (2006), Melina (2010). Compreendeu-se a representatividade feminina e a violência de gênero inserida na obra e como o tema deve ser sempre abordado por diversas perspectivas, por ser altamente relevante e atemporal. Verificou-se que a violência contra a mulher, mesmo com leis específicas para sua proteção, persiste e, de certo modo, é resultado de uma cultura machista. Necessário se faz que as mulheres, quando em qualquer situação de violência, denunciem seus agressores.

Palavras-chave

Direito e Literatura. “As Meninas”. Violência contra a mulher. Lei Maria da Penha.

Abstract

This article is the result of an interdisciplinary study between Law and Literature, based on the analysis of gender violence faced by the characters Lorena, Lia and Ana Clara, in the award-winning book “As Meninas”, by Lygia Fagundes Telles. The study continued with a historical overview of violence against women in Brazil, from the colonial era to the Military Dictatorship, since the book was written in this context. An analysis of the current legislation on gender violence was made, focusing on the Maria da Penha Law, drawing a parallel between each type of violence suffered by the characters in accordance with the Law, characterizing the comparative method of procedure. The qualitative research and the inductive method proved to be effective, since the study started from an individualized study of the characters of the work under study for the national legislation (Federal Constitution and Maria da Penha Law). The technical methodology of bibliographic research was adopted, whose main authors were Telles (1973), Brazil (1988), Brazil (2006), Melina (2010). It was understood the female representativeness and gender violence inserted in the work and how the theme should always be approached from different perspectives, as it is highly relevant and timeless. Violence against women, even with specific laws to protect them, has been found to persist and is to some extent the result of a chauvinistic culture. Women, when in any situation of violence, are required to report their abusers.

Keywords

Law and Literature. “As meninas”. Violence against women. Maria da Penha Law.

Texto completo


[1] Acadêmica do 9º semestre do Curso de Direito da Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais Aplicadas do Araguaia – FACISA.

[2] Mestre em Linguagem pela UFMT. Professora de Orientação da Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais Aplicadas do Araguaia – FACISA.

A TRADUÇÃO E A NÃO LITERALIDADE DO TRADUTOR

Kesley Mariano da Silva[1]

Lorrayne Martins da Silva[2]

Resumo

O conceito de tradução literal e livre é uma controvérsia antiga na nossa história debatida por diversos teóricos. Ao pesquisar sobre o que é realmente ser “fiel” ou infiel” na tradução, este artigo tem como objetivo identificar nos dias de hoje, o que deverá ser levado em conta no ato de traduzir, valorizando tanto os fatores metalinguísticos quanto extralinguísticos. A pesquisa buscou alguns fatos históricos da história da língua e de como a comunicação ocorre. Logo, tratando de comunicação, se há ou não interferência nesse processo. Deste modo, compreender o sentido de literalidade e não literalidade a partir de um olhar integrado.

Palavras-chave

tradução. tradutor. tradução literal. tradução não literal.

Abstract

The concept of literal and free translation is an ancient controversy in our history debated by various theorists. When researching what is really “reliable” or “unreliable” in translation, this article aims to identify what should be taken into account in the act of translating, valuing both metalinguistic and extralinguistic factors. The research sought some historical facts of the history of language and how communication occurs. Therefore, dealing with communication whether or not, there is interference in this process. In this way, understand the meaning of literality and not literality from an integrated look.

Keywords

translation. translator. literal translation. free translation.

Texto completo


[1] Graduação em Letras: Português/Inglês (UEG/2007); Graduação em Direito (FMB/2009); Especialização em Docência do Ensino Superior (FINOM/2012); Mestrado em Educação (UNESA/2016).

[2] Graduação em Letras: Português/Inglês (UNIFAN/2018).

LÍNGUA INGLESA E LÍNGUA ESPANHOLA NO ENEM: UMA ESCOLHA QUE AGREGA CRENÇAS

Elizabeth Ferreira Campos Barbosa[1]

Gilvone Furtado Miguel [2]

Resumo

Este artigo procura estabelecer uma discussão e uma reflexão sobre a escolha da língua estrangeira pelos candidatos para a prova do ENEM, de Barra do Garças-MT. Por ser semelhante à língua portuguesa, mais da metade dos candidatos escolhem o Espanhol, sugerindo que quem opta pela língua inglesa são frequentadores de cursinhos ou outros ambientes apropriados para o ensino de idiomas. Essa situação advém de crenças que permeiam o ensino de línguas, especialmente, o inglês. Para essa pesquisa foi utilizada a abordagem qualitativa e quantitativa, bibliográfica, cuja revisão literária centra-se em pesquisadores como Paiva, Barcelos, Santos, PCN’s e LDB e foram analisadas 40 (quarenta) provas do ENEM relativas ao ano de 2018, realizadas por alunos das escolas públicas estaduais de Barra do Garças-MT. Alguns dos questionamentos impostos foram: Se o ensino da língua inglesa é ofertado desde o Ensino Fundamental ao Médio e a língua espanhola é ofertada apenas no Ensino Médio, qual a razão dessa escolha? O que ocorre com o ensino de LI que não faz com que o aluno se sinta preparado para realizar esta avaliação? E os alunos que optam pela língua espanhola têm alcançado êxito? O tempo destinado para cada aula é suficiente para um bom aprofundamento da língua inglesa? Essa pesquisa apontou que, se o ENEM tem a relevância que ocupa nos dias atuais, então os idealizadores desta prova devem prepará-la tendo em vista a forma como realmente o ensino é desempenhado nas salas de aula brasileiras, especialmente, na rede pública de ensino. Para tanto, políticas públicas de valorização da educação brasileira devem ser criadas, também, com foco na língua estrangeira.

Palavras-chave

Escolha. Crenças. ENEM. Línguas estrangeiras.

Abstract

This article seeks to establish a discussion and reflection on the choice of the foreign language by the candidates for the ENEM, from Barra do Garças-MT. Because it is similar to the Portuguese language, more than half of the candidates choose Spanish, suggesting that those who choose the English language are frequenters of language courses or other appropriate environments for language teaching. This situation stems from beliefs that permeate language teaching, especially English. For this research the qualitative and quantitative bibliographical approach was used, whose literary revision focuses on researchers such as Paiva, Barcelos, Santos, PCN’s and LDB, and 40 (forty) ENEM tests from the year 2018 were analyzed by students of the state public schools of Barra do Garças-MT. Some of the questions raised were: If the teaching of the English language is offered from Elementary to High School and the Spanish language is offered only in High School, what is the reason for this choice? What happens to LI teaching that does not make the student feel prepared to carry out this assessment? And the students who choose the Spanish language have been successful? Is the time allocated for each class sufficient for a good study of the English language? This research pointed out that if the ENEM has the relevance that it occupies in the present days, then the idealizers of this test should prepare it considering the way in which the teaching is actually performed in the Brazilian classrooms, especially in the public school system. Therefore, public policies of valorization of Brazilian education should also be created with a focus on the foreign language.

Keywords

Choice. Beliefs. ENEM. Foreign languages.

Texto completo


[1] Elizabeth Ferreira Campos Barbosa- licenciada em Letras, Língua Inglesa e Espanhola pela Universidade Federal de Mato Grosso-UFMT, Barra do Garças/MT, Brasil. Pós-Graduada em Planejamento Educacional, EJA – Educação de Jovens e Adultos, Ensino de Língua Inglesa e Inclusão Social. Atualmente, atua como docente no Ensino Fundamental e Médio, nas redes estaduais de ensino de Mato Grosso e Goiás. (http://lattes.cnpq.br/6025174774947319).

[2] Doutora em Letras e Linguística (2007) pela UFGO. Docente da UFMT/CUA.

A PROBLEMÁTICA DISTÂNCIA ENTRE A ALFABETIZAÇÃO E O LETRAMENTO

Débora da Silva Araújo[1]

Gilvone Furtado Miguel[2]

Resumo

Esse artigo tem o objetivo de discutir as dificuldades causadas pelo distanciamento conceitual entre alfabetização e letramento e as deficiências de aprendizado decorrentes, fundamentando-se em Durkheim, Magda Soares, Emília Ferrero, Ana Teberosky, entre outros. A aquisição da leitura e da escrita tem exibido sucessivos fracassos no contexto educacional brasileiro e, historicamente, vem apresentando insuficientes avanços. Essa pesquisa foi realizada bibliograficamente e confirmada pelo estudo de caso em que se empregou a metodologia de sondagem e observação, após leitura e interpretação de texto, em salas do 2º ano “C” do Ensino Médio, na Escola Estadual Cel. Rodrigues de Lima, no município de Ribeirão Cascalheira, MT. Os resultados apontaram deficientes níveis de domínio da leitura e escrita, pois foram encontrados alunos alfabetizados, mas não letrados. Esse artigo visa transmitir um olhar criterioso e equivalente entre alfabetização e letramento e está designado a todos os educadores comprometidos com a educação de qualidade no Brasil.

Palavras-chave

Políticas públicas, Letramento, Alfabetização, Interpretação.

Abstract

This article aims to discuss the difficulties caused by the distance between literacy and literacy and the resulting learning disabilities, based on Durkheim, Magda Soares, Emília Ferrero, Ana Teberosky, among others. The acquisition of reading and writing has exhibited successive failures in the Brazilian educational context and, historically, has been presenting insufficient advances. This research was carried out bibliographically and confirmed by the case study in which the methodology of probing and observation, after reading and interpretation of text, was used in rooms of the 2 and year “C” of the High School, in the State School Cel. Rodrigues de Lima, in the municipality of Ribeirão Cascalheira, MT. The results pointed to poor levels of reading and writing, as literate but not literate students were found. This article aims to transmit a judicious and equivalent view between literacy and literacy and refers to all educators committed to quality education in Brazil.

Keywords

Public policies, Literacy, Student, Interpretation.

Texto completo


[1] Graduada em Licenciatura plena em Letras / Português e Espanhol pela Universidade Estadual de Mato Grosso (UNEMAT) 2011.Professora de Língua Portuguesa na rede estadual de MT. Mestranda em Educação pela Del Sol-Paraguai/IESA.

[2] Doutora em Letras e Linguística (2007) pela UFGo; docente da UFMT/CUA.

LEITURA E ESCRITA NAS SÉRIES INCIAIS: UM ESTUDO DE CASO DO JOGO “PRÁTICA DE LEITURA” DO APLICATIVO GCOMPRIS NO ENSINO FUNDAMENTAL I

Célia Moreira de Macedo[1]

Gilvone Furtado Miguel[2]

Resumo

O uso da Tecnologia da Comunicação e Informação (TICs) é uma realidade, pois recentemente houve instalações de laboratórios de informática em todas escolas públicas. O artigo teve por objetivo verificar como o Gcompris, um aplicativo de jogos educacionais do Linux Educacional 5.0, atua no desenvolvimento cognitivo dos alunos do 3º ano A, período matutino, do Ensino Fundamental I, da Escola Estadual Coronel Ondino Rodrigues Lima em Ribeirão Cascalheira – MT. Realizou-se um estudo de caso com os alunos, com aplicação de duas aulas, uma expositiva e outra no laboratório de informática, com o jogo “Prática de Leitura” do aplicativo Gcompris para ministrar conteúdo de Língua Portuguesa – leitura e escrita. O estudo evidenciou que a aprendizagem com jogo no laboratório chamou mais a atenção e estimulou o envolvimento dos alunos e contribuiu diretamente na construção do conhecimento do conteúdo proposto.

Palavras-chave

Aprendizagem. Jogos. Gcompris.

Abstract

The use of Information and Communication Technology (ICT) is a reality, as there have recently been facilities for computer labs in all public schools. The article aimed to verify how Gcompris an educational games application of Linux Educacional 5.0 in the cognitive development of students of the 3rd year A, morning, Elementary School I, of the Coronel Ondino Rodrigues Lima State School of Ribeirão Cascalheira – MT. A case study was carried out with the students, with the application of two classes, one expositive and another, in the computer lab with the “Reading Practice” game of the Gcompris application to teach Portuguese Language content – reading and writing. The study evidenced that the learning with game in the laboratory attracted more attention of the students and contributed directly in the construction of the knowledge of the proposed content.

Keywords

Learning. Games. Gcompris.

Texto completo


[1] Mestranda em Educação pelo IESA; docente da E.E. Cel. Ondino R. Lima em Ribeirão Cascalheira.

[2] Doutora em Letras e Linguística (2007) pela UFGo; docente da UFMT/CUA.