O ACOLHIMENTO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE – UMA REVISÃO DE LITERATURA

Rafaela Martins da Silva Maziero[1]

Sinara Cristina de Moraes[2]

Resumo

A Estratégia Saúde da Família busca romper com paradigmas e incorpora novo pensar e agir na perspectiva de mudança e conversão do modelo assistencial. A PNH ou HumanizaSUS surge como uma política que engloba as iniciativas já existentes, de forma a aproximá-las e potencializá-las, partindo de algumas experiências do SUS, visando a ampliar a discussão sobre o conceito de humanização/acolhimento. Este estudo apresenta uma pesquisa qualitativa de revisão sistemática da literatura, com análise de conteúdo e arquivamento de informações documentais, e objetivou avaliar as publicações referentes ao acolhimento sobre duas perspectivas: como política pública de cuidados em saúde, através da Política Nacional de Humanização, e como dispositivo na reorganização das práticas nos serviços da Atenção Primária à Saúde. Concluiu-se que o Acolhimento foi apontado como uma postura e como dispositivo reorganizador do processo de trabalho da Estratégia Saúde da Família, qualificando o trabalho dos profissionais. A prática do acolhimento da Atenção Primária é imprescindível para a resolutividade dos processos de trabalho e a promoção de uma saúde de qualidade para os usuários do Sistema Único de Saúde.

Palavras-chave

Acolhimento, Atenção Primária, Atenção Básica, Humanização, HumanizaSUS e Estratégia Saúde da Família (ESF).

Abstract

The Family Health Strategy seeks to break with paradigms and incorporates new thinking and acting in the perspective of change and conversion of the care model. The PNH or HumanizaSUS emerges as a policy that encompasses existing initiatives, in order to bring them closer to and enhance them, starting from some experiences of SUS to broaden the discussion about the concept of humanization / reception. This study is a qualitative research of systematic review of the literature with content analysis and archiving of documentary information, and aimed to evaluate the publications regarding the reception from two perspectives: as public health care policy, through the National Humanization Policy ; and as a device in the reorganization of practices in the Primary Health Care services. It is concluded that the Reception was pointed as a posture and as a reorganizing device of the Family Health Strategy work process, qualifying the work of the professionals. The practice of receiving Primary Care is essential for the work processes to be resolvable and for the promotion of quality health for the users of the Unified Health System.

Keywords

Reception, Primary Care, Basic Care, Humanization, HumanizaSUS and Family Health Strategy (ESF).

Texto completo


[1] Enfermeira, mestranda em Saúde Pública – IESA. Tapurah/MT, Brasil.

[2] Orientadora. Bióloga. Dra em Parasitologia.