O MOVIMENTO ESCOTEIRO NO GRUPO 5 DE AGOSTO DE RIO VERDE-GO: UMA PRÁTICA POUCO CONHECIDA

Cláudia Graner Módes[1]

Jair Pereira de Melo Junior[2]

RESUMO

O Movimento Escoteiro é uma prática existente no mundo todo; criada em 1907 na Inglaterra, porém pouco conhecida e difundida. A prática pedagógica é orientada de maneira informal pelo programa educativo do escoteiro e desenvolvida principalmente ao ar livre, em espaços de socialização. Diante da existência de práticas que contribuam com a educação formal, foi realizado um estudo exploratório de abordagem qualitativa/quantitativa, tendo como referência, o Grupo Escoteiro 5 de Agosto em Rio Verde Goiás. A amostra contendo 30 participantes foi definida pelo critério de aceitabilidade. Os escotistas menores de idade só participaram com autorização dos pais ou responsáveis. A coleta de dados foi realizada em junho de 2015 por intermédio de um questionário previamente elaborado e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa. Os resultados foram representados em análise gráfica em termos percentuais das percepções dos integrantes do grupo, por ramos: lobinho, escoteiro, sênior, pioneiro e participantes chefe escotista. Dos participantes do ramo lobinho, 95% relacionaram escotismo a acampamentos e brincadeiras e 5% associaram como lugar de fazer amigos, os demais ramos foram unânimes quanto à aprendizagem. Quanto à importância do grupo 5 de Agosto para a cidade de Rio Verde, todos os ramos responderam que é muito importante, sendo uma referência para a cidade. Todos os participantes afirmaram categoricamente que estão muito satisfeitos de serem membros do movimento escoteiro e 98% asseguraram que as atividades do método escoteiro influenciam no desenvolvimento das próprias virtudes e respeito à natureza. Quando questionados sobre a utilidade do que se aprende no escotismo ser útil para a vida, 100% de todo grupo pesquisado concordaram totalmente.

PALAVRAS-CHAVE: Movimento Escoteiro; Educação não formal; Práticas Educativas; Pesquisa exploratória.

ABSTRACT

The Boy Scout Movement is a worldwide practice, created in 1907 in England, but little known and widespread. The Pedagogical Practice is informally oriented by the Boy Scout educational program and is mainly developed outdoors and socialization spaces. Given the existence of practices that contribute to formal education, an exploratory study of qualitative and quantitative approach was conducted, based on the “5 de Agosto Scout Group”, in Rio Verde city, state of Goiás. The sample containing 30 participants was defined by the acceptability criterion. Underage Boy Scouts participated only with permission from parents or guardians. Data collection was performed in June 2015 through a questionnaire previously prepared and approved by the Research Ethics Committee. The results came from the graphical analysis in percentage terms of the group members’ perception by section: cub, scout, senior, pioneer and scout leader participants. The cub section, 95% of them, related scouting to camps and play and 5% associated it to a place of making friends. All the other sections were unanimous relating that topic to a way of learning. When all the members were asked about the importance of the 5 de Agosto Scout Group, they answered that it was very important and a reference for Rio Verde. They were categorical that all of them are very pleased to be members of the Scout Movement in their city and 98% assured that the activities and method of this group directly influence the development of their own virtues and their sense of respect for the nature. When they were asked about the usefulness of learning in scouting for life, 100% of the group agreed that it was extremely important.

KEYWORDS: Boy Scout Movement; Non formal education; Educational practices; Exploratory research.


[1] Mestranda em Ciências da Educação, FIESA, Faculdade Integradora de Ensino Superior do Araguaia-MT. Professora e Coordenadora de área de ciências humanas.

[2] Professor Orientador – Dr. Jair Pereira de Melo Júnior, Biofísico. Departamento de Biofísica, Universidade de Rio Verde-UniRV.