ILHA DO BANANAL: ENTRE A SITUAÇÃO DE RUA E A COMUNIDADE NÔMADE

                                           Eliete Borges Lopes[1]

RESUMO

A tese de que existe em Cuiabá uma comunidade em situação de rua que habita a Ilha do Bananal no Centro da Cidade e que esta comunidade possui uma auto-organização a partir dos arte-fatos e afetos que mobilizam foi defendida em 2016 e é um enfrentamento à questão de como a rua tem sido tratada na Cidade de Cuiabá, diga-se de passagem, não tem havido políticas para esse setor. Este fenômeno foi descrito a partir da pesquisa de campo exploratória e contou com o diálogo com moradores em situação de rua e descrição dos fenômenos que compõem a comunidade que habita a Ilha do Bananal. Os arte-fatos e afetos são uma maneira de dizer de toda uma cultura material e imaterial que envolve a vida da população em situação de rua que habita a Ilha do Bananal. A principal interlocutora do trabalho foi Andreia, a Cheirosa, que morreu este ano. A pesquisa revela que mesmo vivendo sob égide da vulnerabilidade a comunidade da Ilha do Bananal consegue resistir frente a fenômenos como a pobreza e a violência. O trajeto de pesquisa desenvolveu-se a partir do fenômeno de interação entre a população em situação de rua e os diversos elementos presentes na comunidade, quer seja, a dimensão arquitetônica, os graffits e atos performativos da vida na rua. As dimensões de apropriação e transformação da cultura e da própria vida através dos arte-fatos e afetos presentes na comunidade garantem o habitar a rua como processo de resistência e dão indicativos da possibilidade de uma episteme nova para o entendimento da perspectiva da população em situação de rua. Uma episteme das ruas e sobretudo uma episteme das ruas do Sul começa a se insinuar numa trajetória em que a população em situação de rua como protagonista do processo de habitar a rua deixa ver sua potência crítico-educativa.

PALAVRAS-CHAVE: Comunidade de rua. Políticas públicas. Cultura. Episteme.

ABSTRACT

The thesis that exists in Cuiaba a street community that inhabits the Bananal island in the Centre of the Town and that this community has a self-organization from art facts and affections that mobilize was defended in 2016 and is a confrontation on the question of as the street has been treated in the city of Cuiabá, incidentally, there have been policies for this sector. This phenomenon was described from the exploratory field research and dialogue with residents in street situation and description of the phenomena that make up the community that inhabits the Bananal island. The art-facts and affections are a way of saying to all tangible and intangible culture that surrounds the life of the street population that inhabits the Bananal island. The main subject of this work was the Smelliest Andreia, who died this year. The survey reveals that even living under aegis of the vulnerability the community of Bananal island can resist in front of phenomena such as poverty and the violence. The search path developed from the phenomenon of interaction between the population and the various elements present in the community, whether the architectural dimension, the graffits and performative acts of life on the street. The dimensions of appropriation and transformation of culture and life through art-facts and emotions present in the Community guarantee inhabit the street as process of resistance and give indications of the possibility of a new understanding of episteme perspective of the street population. An episteme of streets and above all an episteme South streets begins to insinuate a trajectory in which the street population as protagonist of the process of inhabiting the street let me see your critical power-educational.

KEYWORDS: Street Community. Public policies. Culture. Episteme.


[1] Doutora em Educação – UFMT

A PROBLEMÁTICA DISTÂNCIA ENTRE A ALFABETIZAÇÃO E O LETRAMENTO

Débora da Silva Araújo[1]

Gilvone Furtado Miguel[2]

Resumo

Esse artigo tem o objetivo de discutir as dificuldades causadas pelo distanciamento conceitual entre alfabetização e letramento e as deficiências de aprendizado decorrentes, fundamentando-se em Durkheim, Magda Soares, Emília Ferrero, Ana Teberosky, entre outros. A aquisição da leitura e da escrita tem exibido sucessivos fracassos no contexto educacional brasileiro e, historicamente, vem apresentando insuficientes avanços. Essa pesquisa foi realizada bibliograficamente e confirmada pelo estudo de caso em que se empregou a metodologia de sondagem e observação, após leitura e interpretação de texto, em salas do 2º ano “C” do Ensino Médio, na Escola Estadual Cel. Rodrigues de Lima, no município de Ribeirão Cascalheira, MT. Os resultados apontaram deficientes níveis de domínio da leitura e escrita, pois foram encontrados alunos alfabetizados, mas não letrados. Esse artigo visa transmitir um olhar criterioso e equivalente entre alfabetização e letramento e está designado a todos os educadores comprometidos com a educação de qualidade no Brasil.

Palavras-chave

Políticas públicas, Letramento, Alfabetização, Interpretação.

Abstract

This article aims to discuss the difficulties caused by the distance between literacy and literacy and the resulting learning disabilities, based on Durkheim, Magda Soares, Emília Ferrero, Ana Teberosky, among others. The acquisition of reading and writing has exhibited successive failures in the Brazilian educational context and, historically, has been presenting insufficient advances. This research was carried out bibliographically and confirmed by the case study in which the methodology of probing and observation, after reading and interpretation of text, was used in rooms of the 2 and year “C” of the High School, in the State School Cel. Rodrigues de Lima, in the municipality of Ribeirão Cascalheira, MT. The results pointed to poor levels of reading and writing, as literate but not literate students were found. This article aims to transmit a judicious and equivalent view between literacy and literacy and refers to all educators committed to quality education in Brazil.

Keywords

Public policies, Literacy, Student, Interpretation.

Texto completo


[1] Graduada em Licenciatura plena em Letras / Português e Espanhol pela Universidade Estadual de Mato Grosso (UNEMAT) 2011.Professora de Língua Portuguesa na rede estadual de MT. Mestranda em Educação pela Del Sol-Paraguai/IESA.

[2] Doutora em Letras e Linguística (2007) pela UFGo; docente da UFMT/CUA.

O PAPEL DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS PARA EMANCIPAÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA MUNICIPAL TANCREDO NEVES EM CONFRESA – MT

Sebastiana Nascimento da Silva Primo[1]

Resumo

O acesso à educação e a oportunidade de frequentar a escola são garantias constitucionais. Entretanto, nem todos usufruem deste direito com igualdade. Para atenuar essa mazela, é importante observar como as políticas públicas estão sendo aplicadas. A Educação de Jovens e Adultos já é uma alternativa sendo utilizada, contudo sensível. É preciso refletir sobre o papel dessa modalidade de ensino e se ela pode conduzir as pessoas à sua emancipação. O levantamento bibliográfico e a pesquisa de campo são instrumentos norteadores dessa reflexão. A metodologia inicia-se por estudos bibliográficos a fim de problematizar a temática e, na busca de resultados, os estudos in loco demonstraram que a educação do campo possui uma trajetória histórica relevante, que precisa ser mais difundida no Brasil e, mais especificamente, na cidade de Confresa – MT. Conforme alguns estudiosos da educação, a ausência de políticas públicas específicas para a educação do campo prejudica o desenvolvimento do país. A profissionalização e programas inclusivos são implementados para compensar prejuízos gerados à parcela da população que não pôde estudar na idade entendida como regular. Entretanto, é preciso refletir sobre os propósitos dessa educação, se será para formar pessoas críticas ou apenas formar para o mercado de trabalho. Se bem que, para os estudiosos da educação, a primeira opção constitui a melhor alternativa.

Palavras-chave

Educação no campo; Políticas públicas; Emancipação.

Abstract

The access to the education and the opportunity to attend the school are constitutional guarantees, however, are not all people enjoy equality this right. To mitigate this blemish is important note how public policies are being applied. The education of youth and adults is already being used an alternative, yet sensitive. We need to reflect on the role of this type of education and whether it can drive people to their emancipation. The bibliographical and field research are instruments guiding this discussion. The methodology starts by bibliographic studies in order to discuss the issue and, in the search results, in situ studies have shown that rural education, possess a relevant historical trajectory, it needs to be more widespread in Brazil, and more specifically in Confresa city, Mato Grosso. But, as some scholars of education, the lack of specific public policies for rural education harms the development of the country. Professionalization and inclusive programs are implemented to compensate for damages caused to the portion of the population who could not study at age understood as regular. However, we must reflect on the purpose of this education, if it is to prepare people to be critical, or just train for the labor market. Although for scholars of education, the first option is the best alternative.

Keywords

Rural Education; Public Policy; Emancipation.

Texto completo


[1] Graduação em Pedagogia – UNEMAT/2009; Graduação em Letras, FIC/2013; Especialização em Psicopedagogia Educacional, FAPAF/2011; Especialização em Gestão, Orientação e Supervisão Escolar, FAPAF/2011; Especialização Integrada á Educação de Jovens e Adultos, IFMT/2012; Mestrado em Educação, UNESA/2016.