RESENHA CRÍTICA REFLEXÕES SOBRE A CONSTITUIÇÃO DE UMA CULTURA SURDA POR NÍDIA REGINA LIMEIRA SÁ

                                           Cristiana Aparecida de Freitas Freddo [1]

Charleston Sperandio de Souza [2]

SÁ, Nídia Regina Limeira. Existe uma cultura surda? In: Cultura, poder e educação de surdos. São Paulo: Paulinas, 2006. 388 p.

RESUMO

Nesta obra, Sá (2006) dá visibilidade à cultura surda, à medida que tece críticas a como ela foi silenciada ao longo do tempo, causando prejuízo para a sua consolidação. Com a pós-modernidade nascem as possibilidades de novas visões e modos de compreender-se o contexto social no qual vivemos, isso permite trazer à cena as minorias culturais, como é o caso dos surdos. A defesa é a de que se problematize o desrespeito aos surdos e se promovam práticas de valorização da Língua de sinais, logo, de seu modo de comunicar-se e expressar-se.

PALAVRAS-CHAVE: Cultura surda. Surdez. Inclusão.


[1] Graduada em Letras Português/Inglês e suas respectivas Literaturas, pelo Instituto Superior de Educação de Juína – MT (2009). Especialista em Metodologia do ensino de Língua Portuguesa e Literatura, pela Faculdade da Lapa. Professora da Escola Estadual Antônia Moura Muniz, Juína/MT.

[2] Graduado em Administração pela Fundação Castelo Branco (1993 – Colatina/ES); Especialista em Docência do Ensino Superior; Mestre em Administração de Empresas pela Fundação Instituto Capixaba de Pesq. em Contabilidade, Economia e Finanças – FUCAPE. Doutorando em Economia pela Universidade Nacional de La Matanza – UNLAM (Buenos Aires – Argentina).